Mesmo com estiagem, situação hídrica do município é considerada segura, garante Prefeitura de Valinhos!

0
255

Rio Atibaia, responsável pelo abastecimento de 55% da cidade de Valinhos, encontra-se no início da estiagem deste ano com uma vazão média de 12 m³/segundo, portanto dentro dos parâmetros normais inerentes à água bruta. Fato este que garante a segurança hídrica para o abastecimento de Valinhos e as demais cidades que captam água no Rio Atibaia.

Diferentemente dos anos anteriores, a situação atual apresenta um cenário mais positivo, uma vez que, a partir de Agosto de 2017, com a assinatura da nova outorga do sistema Cantareira, Valinhos e todas as cidades que têm seu abastecimento atrelado a este sistema produtor passaram a contar com um mecanismo de garantia de vazões mínimas nos rios Atibaia e Jaguari.

No caso do nosso Rio Atibaia, esta outorga assegura uma vazão mínima de 10m³/segundo no posto de controle de Valinhos, localizado na nossa unidade de captação, o que garante a captação do DAEV.

Outro fator que afasta qualquer possibilidade de desabastecimento é o nível dos reservatórios do Cantareira, que estão próximos de 50% (cinquenta por cento) de reservação, aliados aos novos sistemas construídos pelo Governo do Estado, que são: o Sistema São Lourenço, com capacidade de produção de até 6m³/segundo destinado a região metropolitana de São Paulo (RMSP) e a reversão do reservatório Jaguari (bacia do Rio Paraíba) para o sistema Cantareira, com capacidade média de 5m³/segundo. A operação desses novos sistemas permite maior oferta de água para a RMSP, diminuindo consequentemente a dependência desta do sistema Cantareira, aumentando assim a disponibilidade hídrica para a bacia PCJ.

Os mananciais superficiais internos do município representam mais 40% do abastecimento, e as captações subterrâneas (poços profundos) 5%, e operam com níveis dentro do esperado para o período de acordo com o monitoramento realizado pela equipe técnica da Autarquia.

O Departamento de Águas e Esgotos de Valinhos (Daev), preocupado com a excelência dos serviços prestados para a população de Valinhos, tem realizado obras que garantem o abastecimento e a qualidade da água para o cidadão valinhense. Podemos destacar algumas obras, como a perfuração do novo poço profundo do bairro Vale Verde. A população do local, daqui alguns dias, passa a contar com mais água de qualidade, que será distribuída em toda sua extensão. A profundidade do poço é de 200 metros, com capacidade de produção de 8 mil litros por hora, 18 horas por dia.

“As obras fortalecem o sistema de abastecimento e aumentam a oferta de água para a população. Economizar água não é apenas um hábito saudável, mas sim uma grande responsabilidade com o futuro. Um ponto fundamental é observar o nosso consumo, e pequenas mudanças na rotina podem fazer a diferença. Uma maneira interessante de poupar água é reutilizá-la!” disse o presidente do Daev, Pedro Inácio Medeiros.

Outra obra importante é a duplicação da rede adutora de água bruta do rio Atibaia para a Estação de Tratamento de Água (ETA) II, que já está na reta final da primeira etapa. Atualmente a capacidade de captação de água bruta é de até 230 litros por segundo. Com a ampliação, teremos a capacidade de tratar 270 litros de água por segundo. A duplicação vai permitir o aumento da capacidade de tratamento em 17%.

A administração investe R$ 888.815,00 nesta obra que beneficiará mais de 10 mil habitantes. O custo total da obra é de R$ 2.058.730,39 considerando dentro deste valor a participação dos empreendedores que forneceram materiais.
Junto com a obra de duplicação da adutora de água bruta, o Daev executa 940 metros de rede de distribuição de água tratada entre a Av. Altino Gouveia com a ETA II. Após finalizada, a obra vai possibilitar a melhoria na distribuição de água tratada para a região da ETA II.

Entre as melhorias que o Daev realiza, está a interligação entre os reservatórios de água tratada do Jardim São Marcos e Santa Maria e o reservatório Le Village e deste com a estação elevatória do São Marcos.
O reservatório terá capacidade de armazenar 600 mil litros de água. Ele será conectado à rede de distribuição para melhorar o abastecimento de água. As obras beneficiarão duas mil famílias de cinco loteamentos da cidade, que são Jardim São Marcos, Res. Santa Maria, Condomínio Le Village, Samambaia, Lot. Res. Santa Gertrudes. O Daev investiu na obra o valor de R$ 100.031,62.
Mais um grande reservatório de água construído, mas desta vez,
se localiza na área de lazer do loteamento Sans Souci, no ponto mais alto do bairro. Ele terá capacidade de 200 mil litros. O reservatório vai atender mais de 500 famílias da região, oferecendo maior segurança e garantia no abastecimento. A obra será totalmente custeada pelo empreendimento denominado Ipê Dourado.

“As ações realizadas pela administração vão melhorar as condições hídricas de Valinhos. A economia deve ser constante. Parabéns a toda equipe que se empenha diariamente para oferecer um serviço de excelência à população”, conclui o prefeito de Valinhos, Orestes Previtale.

O Daev reforça os pedidos de economia de água:

* Fique atento a qualquer vazamento. Uma torneira pingando chega a gastar 46 litros de água por dia;

*Quando for escovar os dentes use um copo d’água para enxaguar a boca;

*Aperte a descarga apenas o tempo necessário. Uma descarga chega a utilizar 20 litros de água de uma única vez.

*Reutilize a água do banho e da máquina de lavar para limpar a calçada.

*Máquinas de lavar louças e roupas devem ser utilizadas na capacidade total.