Cobertura eleitoral dos Jornais da cidade, Jornalismo ou panfletagem Política?

0
596

Editorial Valinhense

Nos meses que antecederam as eleições tivemos um fenômeno aqui em valinhos, Jornais que são geralmente difíceis de se encontrar ou que não existiam, começaram a ser distribuídos gratuitamente em toda a cidade, choveu jornal, o que em primeiro plano parecia algo bom, pois quanto mais veículos de comunicação diferentes, maior seria a diversidade das informações, se tornou algo simplesmente vergonhoso e sem escrúpulo.

Por uma questão de ética não citaremos nomes, mas muito nos incomoda saber que o jornalismo em Valinhos na sua maioria não se preocupa com a verdade dos fatos, ou em informar a população sobre a real situação dos candidatos. A tirar por exemplo, as pesquisas para prefeito, “encomendadas” por imprensas da cidade que pouco refletiram ou chegaram perto da realidade que vimos nas urnas.

Não existe problema nenhum em uma empresa de comunicação assumir em editoriais que tem preferência por candidato A ou candidato B, mas trabalhar em função de apenas um candidato, com matérias extremamente tendenciosas que apenas ouvem o lado que lhe favorece é vexaminoso. Foi um festival de direitos de respostas em capas de jornais, justamente por não “lembrarem” da regrinha básica do jornalismo, ouvir as duas versões do fato.

A tentativa desesperada da mídia em influenciar as eleições, demonstra o quanto ainda somos atrasados e guardamos resquícios do coronelismo, onde o “coronel” que tem mais poder de comunicação é eleito. Felizmente com a internet e a possibilidade que todos nós temos de nos comunicarmos com muita gente ao mesmo tempo, parece que a panfletagem Politica disfarçada de jornalismo está com os dias contados.