Espumante, champagne ou prosecco? Confira a melhor opção para você!

0
432

Se há uma coisa que todos nós sabemos sobre estas fantásticas bebidas borbulhantes, é que elas são simplesmente deliciosas, refrescantes e deixam qualquer festa mais animada. E basta ter uma comemoração que lá estão elas para alegrar a todos.

Porém, nem todos sabem quais os principais fatores que diferenciam as bebidas e, por muitas vezes, acabam chamando de champagne qualquer vinho que faça espuma e tenha bolhinhas.

Será que aquela bebida que você brindou na virada do ano ou provou na casa de um amigo era realmente um champagne? Ou era um espumante? Ou quem sabe um prosecco?

O champagne

Você já ouviu a frase?: “Todo champagne é um espumante, mas nem todo espumante é um champagne”

O champagne (com ´c´ minúsculo), é o vinho espumante elaborado na famosa região francesa de Champagne (com ´C´ maiúsculo).

Apenas os vinhos feitos de uvas – Pinot Noir, Pinot Meunier e Chardonnay – cultivadas dentro desta região delimitada e respeitando rigorosos métodos de produção, podem usar o nome champagne.

Por esta razão trata-se de uma opção mais cara e sofisticada mas, não menos deliciosa.

O espumante

Espumante é todo vinho que sofre duas fermentações e, portanto, tem borbulhas. A primeira é a fermentação alcoólica, comum à todos os vinhos, que transforma açúcar em álcool. A segunda é a que produz as deliciosas borbulhas dessa bebida.

Comum nas festas de final de ano, o espumante cai muito bem com a estação mais quente do ano, pois são bem refrescantes, transmitindo assim, uma ótima sensação de frescor. A escolha por um espumante é muito comum no Natal e Réveillon, porque ele também tem uma melhor harmonização com todos os pratos, por isso pode acompanhar desde o aperitivo até a sobremesa, sem medo de errar.

O prosecco

Quando falamos em prosecco, a história fica um pouco mais complicada. Originalmente, são chamados assim os espumantes feitos com a uva prosecco, comum em uma região italiana chamada Veneto. Porém, há alguns anos a Itália modificou o nome da uva para glera e passou a reivindicar que só fosse chamado de prosecco o espumante produzido ali.

A tal “lei” ainda não pegou, por isso é comum acharmos por aí prosecco brasileiro, prosecco argentino é prosecco de tudo quanto é lugar. Na verdade, oficialmente, são apenas espumantes. Os Proseccos são mais abusados, pois possuem uma cor muito atraente e são muito perfumados, o que destaca ainda mais suas abundantes e finas borbulhas que lhe agregam um paladar fantástico e um aroma mais frutado.

Muito se engana, se pensarmos que apesar dessas diferenças técnicas esses três destilados possuem o mesmo sabor. Geralmente são em ocasiões especificas, a escolha de abrir garrafas de espumante, champagne ou prosecco.

E você já fez sua opção para celebrar e brindar a chegada de 2017?

Independentemente de qual seja sua escolha, o importante mesmo, deverá ser a razão do seu brinde: boas energias e o desejo de muita paz e saúde para todos.

Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

Até 2017!