Finalmente! Obras das 900 moradias no Bairro Frutal populares estão previstas para início de 2017

0
1972

Esta semana a Prefeitura conseguiu a adequação necessária para que Valinhos consiga implantar 900 moradias populares no Bairro Frutal. Segundo a HM Engenharia, responsável pelo empreendimento denominado Vale Formoso, se o trâmite nos órgãos competentes ocorrer normalmente, as obras devem começar, no máximo, em fevereiro de 2017.

A Câmara aprovou, por unanimidade, adequação ao projeto inicial proposta pela Prefeitura, permitindo que famílias se enquadrem na Faixa 1,5, com renda mensal bruta de até R$ 2.350,00 e subsídios de até R$ 45 mil para financiamento de imóveis até R$ 125 mil. Antes, a renda salarial se enquadrava na Faixa 1, até R$ 1.800,00.

Com a aprovação da Faixa 1,5 pela Câmara de Valinhos, a Prefeitura também deverá fazer adequações que serão, posteriormente, levadas à Caixa Econômica Federal. De acordo com a HM Engenharia, empresa responsável pelo pedido de diretrizes junto aos órgãos governamentais, serão construídos três condomínios com 300 moradias cada, sendo apartamentos de dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro.

Desde 2013, a Prefeitura tenta implantar as 900 moradias populares no Frutal. O projeto foi barrado na Justiça depois que a entidade EVA – Eco-Vida Ambiental – fez denúncia ao Ministério Público de que a Prefeitura e a Câmara realizaram audiência pública em conjunto para alteração do Plano Diretor na área do Frutal. Segundo a entidade, era preciso fazer duas audiências públicas, e não apenas uma.

Após a liberação do empreendimento pela Justiça, as moradias esbarraram na falta de verba do governo federal, com o corte de subsídios do Programa Minha Casa, Minha Vida. O prefeito Clayton Machado esteve em Brasília, no Ministério das Cidades, por diversas vezes e conseguiu colocar as moradias de Valinhos como prioridade, assim que houvesse a liberação de verbas. O governo federal anunciou, atualmente, 40 mil unidades para todo o Brasil.