Homem morre com suspeita de febre maculosa em Valinhos

0
1453

Um homem de 28 anos, morador do Jardim Jurema, morreu nesta terça-feira (14), na Santa Casa de Valinhos, com suspeita de febre maculosa. Ele estava internado no hospital desde o dia 30 de outubro. Chegou com quadro já considerado grave: insuficiência renal, febre alta e problemas cardiorrespiratórios. O paciente teve todo o atendimento necessário, mas não resistiu.

 

O local onde ele vivia é considerado área de risco para a transmissão da doença.

O exame que vai determinar a causa da morte foi enviado ao Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, logo nos primeiros dias da internação. A expectativa é de que fique pronto em até 20 dias. Se confirmado, será o segundo caso na cidade em 2017.

A Secretaria de Saúde de Valinhos informou que vai intensificar campanhas de conscientização em áreas consideradas de risco para a doença na cidade. O objetivo é alertar para o perigo da doença, transmitida pelo carrapato-estrela, que pode ser fatal.

A febre maculosa brasileira (FMB) é uma doença infecciosa, febril aguda, de gravidade variável, cuja apresentação clínica pode variar desde as formas leves e atípicas até formas graves, com elevada taxa de letalidade. É causada por uma bactéria do gênero Rickettsia (Rickettsia rickettsii), transmitida por carrapatos, caracterizando-se por ter início abrupto, com febre elevada, cefaléia e mialgia intensa e/ou prostração, seguida de exantema máculo-papular, predominantemente nas regiões palmar e plantar, que pode evoluir para petéquias, equimoses e hemorragias. O tratamento precoce é essencial para evitar formas mais graves da doença.