Integração intermunicipal volta a ser feita em Valinhos!

0
1091

A Prefeitura de Valinhos conseguiu liminar na Justiça contra a Rápido Luxo/EMTU e o passageiro pagará apenas uma passagem pra ir a Campinas ou Vinhedo.

A juíza de direito da 1ª Vara da Comarca de Valinhos, Bianca Vasconcelos Coatti, julgou terça-feira, 6/12, favorável a liminar impetrada pela Prefeitura de Valinhos contra a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo) e Consórcio Bus + garantindo o restabelecimento da integração intermunicipal no sistema de transporte coletivo entre as cidades de Valinhos, Vinhedo e Campinas, com o pagamento de uma única tarifa.

Com a decisão, a Rápido Luxo está impedida de cobrar tarifa adicional dos passageiros e deverá no prazo de 24 horas a contar desta quinta-feira, 8/12, abrir a porta de trás do ônibus para que os passageiros com destino a Campinas e Vinhedo embarquem sem a necessidade de pagarem uma nova tarifa. No caso de descumprimento, será aplicada uma multa diária de R$ 10 mil.

Desde 1º de dezembro, quando a nova empresa de transporte urbano entrou em operação em Valinhos, a Rápido Luxo se recusava a permitir o ingresso de passageiros pela porta de trás dos veículos com destino às cidades vizinhas, descumprindo o convênio 10/2012 que prevê a integração sequencial sem pagamento de tarifas e estabelece que “o usuário do sistema municipal interessado em utilizar as linhas municipais definidas no item 3, ao acessar o Terminal Rodoviário de Valinhos, deverá pagar a tarifa do serviço municipal, realizando a transferência para as linhas do sistema metropolitano, efetuando o embarque pela porta traseira dos ônibus, sem controle de acesso. O procedimento em questão dará ao usuário direito de utilizar uma única viagem nas linhas metropolitanas da EMTU/SP constantes do item 3″.