Paga mais e leva menos! Posto é fechado por fraude em Campinas

0
1808

Posto interditado fica localizado na Avenida Francisco Glicério, no Centro de Campinas

Foi realizado nesta terça-feira, 22 de novembro, blitz em postos de combustíveis em Campinas e o IPEM-SP encontrou fraude no Centro Automotivo C & G Ltda, localizado na Avenida Francisco Glicério, 725, centro. A fraude era feita por controle remoto, em determinado momento do dia um dispositivo era acionado e os consumidores levavam menos combustível do que pagavam. Foram encontradas fraudes na dez bombas de combustíveis do posto, sendo o maior erro, menos 2200ml a cada 20 litros abastecidos. Os fiscais do instituto apreenderam as placas e pulsers do equipamento.

O posto com irregularidade terá dez dias para apresentar defesa junto ao instituto. De acordo com a lei federal 9.933/99, as multas podem chegar a R$ 1,5 milhão, dobrando em caso de reincidência.

A fiscalização foi feita por Equipes do IPEM-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo), setor do Governo do Estado que tem como finalidade proteger o consumidor, a ação foi acompanhada pelo superintendente do instituto, Guaracy Fontes Monteiro Filho. A operação foi realizada em parceria com a Agência Nacional do Petróleo e Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Secretaria da Fazenda e Polícia Civil

Além de autuar o posto, o instituto irá apurar a responsabilidade da oficina encarregada da manutenção das bombas de combustíveis. Caso seja comprovado, a oficina poderá ter sua autorização cassada.

Em 2015 o IPEM-SP visitou 11.389 postos no Estado de São Paulo. Foram verificadas 118.688 bombas, sendo 7.241 reprovadas e autuadas 1.209. As equipes de fiscalização emitiram 40 autos de apreensão de placas e demais componentes eletrônicos com indícios de fraude, sendo constatadas fraudes em 37 delas.

Até outubro de 2016, o IPEM-SP visitou 8.556 postos de combustíveis no Estado de São Paulo, sendo 1.665 autuados. Foram verificadas 97.455 bombas de combustíveis, sendo 5.580 reprovadas. Também foram apreendidas 85 placas, 75 pulsers e 69 conjuntos de cabeamentos com fraude. Neste mesmo período, foram emitidos 207 autos de infração contra as oficinas credenciadas.