Sarampo: Saúde confirma 2 casos em Valinhos; ambos passam bem

0
179
Foto: Reprodução

A Secretaria da Saúde de Valinhos confirmou no final da tarde desta terça-feira (27) os primeiros dois casos de sarampo no Município. As duas pessoas que tiveram a doença se recuperaram, já retomaram suas atividades e estão bem.

Um deles é um homem de 25 anos que trabalha em São Paulo, onde vive de segunda a sexta-feira, e vem a Valinhos nos finais de semana. A família mora no Santo Antônio e já foi vacinada contra a doença após a notificação.

O homem manifestou os primeiros sintomas no dia 25 de julho e teve a suspeita notificada no dia 30 de julho.

O segundo caso é de um menino de 5 anos morador do bairro Bom Retiro e que estuda na EMEB Vicente Marchiori. Ele teve os primeiros sintomas no dia 29 de julho e a notificação de suspeita foi registrada no dia 30 de julho.

A criança já voltou às aulas após se recuperar. Foi feito um bloqueio vacinal na escola, com vacinação de todas as crianças que tiveram contato com o menino nos dias que antecederam a notificação do caso.

Há outros 19 casos suspeitos em investigação e dois suspeitos já foram descartados.

Vacinação

Na última semana, a Prefeitura de Valinhos anunciou ampliação da vacinação contra o sarampo em bebês de seis meses a 1 ano a partir desta segunda-feira (26) após notificação do Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE) de Campinas. A determinação foi dada pelo Ministério da Saúde, solicitando que todo o país realize a vacinação nessa faixa etária, devido ao surto da doença. Só em Campinas são 19 casos confirmados.

A Secretaria da Saúde orienta que as pessoas procurem as unidades de saúde do Município para tomar a vacina, que é a forma mais segura de proteção contra o sarampo.

A vacina está disponível em todas as UBSs inclusive para bebês. O esquema vacinal é de uma dose aos 12 meses, com reforço aos 15 meses. Menores de 29 anos devem ter tomado duas doses da vacina, enquanto os maiores de 29 anos devem ter uma única dose tomada. Pessoas com mais de 60 anos não precisam ser vacinadas.

“Solicitamos cerca de oito mil doses para promovermos a ampliação da vacina e os bloqueios vacinais que serão realizados nos próximos dias. Também é importante reforçarmos que a carteira de vacinação deve ser levada no posto de saúde, para que o documento seja atualizado”, disse a diretora do Departamento de Saúde Coletiva de Valinhos, Cláudia Maria dos Santos.

Informações adicionais podem ser obtidas pelo telefone (19) 3829-5676, na Vigilância Epidemiológica, ou pelo atendimento 156, via telefone ou pelo aplicativo E-Ouve.

Fonte: Prefeitura de Valinhos